xantelasma

Xantelasma: o que é, quais as causas e tratamentos

Apesar do nome estranho, o xantelasma é um problema simples e muito comum. Na maioria dos casos, o paciente não apresenta dor ou coceira, mas busca o tratamento para reduzir o desconforto estético provocado.

Você já ouviu falar nessa condição? Então, não deixe de ler este post. A seguir, você vai conhecer as causas, sintomas e as principais alternativas de tratamento.

O que é xantelasma?

Trata-se do tipo mais comum de xantoma, lesões que acometem a pele e que são provocadas pela deposição de lipídios. O xantelasma não é considerado uma doença, mas sim uma manifestação decorrente de distúrbios metabólicos.

Ainda, essa condição se caracteriza pela formação de placas amareladas em diversas partes do corpo, especialmente na região periorbital. Porém, tende a evoluir lentamente, podendo até estacionar com o tempo.

Ademais, a doença não é contagiosa e só provoca sintomas mais graves quando está em estágio avançado. Contudo, o xantelasma é um indicativo de problemas sistêmicos mais complexos e que necessitam de tratamento.

Como é causado?

As placas características do xantelasma são formadas pela adesão de lipídios  presentes no sangue ao tecido cutâneo ou por alguma modificação na metabolização de gorduras, comum em casos de diabetes, doenças metabólicas e cânceres.

Ainda, as altas taxas de colesterol ruim e a redução no nível do colesterol bom é a principal causa desta doença. Além disso, o quadro pode ter relação com cirrose hepática, hipotireoidismo ou com o uso de corticoides e retinoides orais.

Quais os sintomas do xantelasma?

O sintoma mais característico do xantelasma são as placas amareladas, planas e salientes que se formam na pele, principalmente nas pálpebras, cotovelos, articulações, joelhos, tendões, mãos, pés e nádegas.

Ainda, essas lesões costumam ter até 7,5 cm de diâmetro e possuem consistência mais firme que a pele do paciente. Ademais, podem ser apalpadas e têm bordas bem definidas. Apesar disso, não causam nenhum sintoma. Em alguns casos raros, essas placas podem prejudicar a visão do paciente.

Como é o tratamento?

O tratamento do xantelasma visa eliminar as placas amareladas. Para isso, o dermatologista pode se utilizar de diferentes técnicas cirúrgicas ou não cirúrgicas. A seguir, conheça mais sobre elas:

  • aplicação de ácidos: consiste no uso de ácidos capazes de queimar a gordura presente nas lesões. Esse tratamento é muito eficaz e não deixa cicatrizes;
  • eletrocoagulação: técnica cirúrgica que promove a carbonização das lesões através do calor e da eletricidade. O tratamento é levemente invasivo e a recuperação do paciente é rápida e tranquila;
  • laser: consiste na aplicação de laser para destruir as placas, promovendo a redução da inflamação, aumento da circulação e estimulando a recuperação das células. Esse tratamento é mais indicado para lesões menores;
  • crioterapia: tratamento feito à base de nitrogênio líquido para congelar e remover as células doentes. No entanto, é mais indicada para amenizar os sintomas, pois as lesões são menos sensíveis ao frio;
  • cirurgia: consiste na remoção cirúrgica do xantelasma, sendo recomendada para placas pequenas e lineares. Porém, pode deixar cicatrizes que tragam mais incômodo que a própria doença.

Então, como você pode perceber, o xantelasma é uma condição simples e passível de tratamento. Porém, para que ofereça resultados satisfatórios e não provoque nenhuma complicação, é necessário buscar o suporte de um profissional qualificado.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho em dermatologia  em Cotia! Granja Viana | Dra. Larissa Viana

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
ATENÇÃO

Prezados pacientes,

Devido à pandemia da COVID-19, estamos seguindo as indicações do ministério da saúde.

Visando a segurança de nossos pacientes e colaboradores, estamos oferecendo atendimento presencial, com todos os cuidados necessários, e teleorientações (consultas virtuais).

Atenciosamente, 

Equipe La Vienne.