fungos dermatófitos

O que são fungos dermatófitos?

Os fungos são microrganismos que são facilmente encontrados nos alimentos, como queijos e cogumelos, na natureza e até nos medicamentos. Enquanto alguns espécimes fazem bem para a nossa saúde, outros são prejudiciais, como é o caso dos fungos dermatófitos.

Você já ouviu falar neles? E a dermatofitose, conhece? Então, recomendamos a leitura deste post. A seguir, explicamos tudo o que você precisa saber a respeito desses microrganismos.

Entenda mais sobre os fungos dermatófitos

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os fungos dermatófitos estão presentes em cerca de 25% da população mundial. Trata-se de uma espécie capaz de invadir tecidos queratinizados de humanos e animais, causando infecções.

Ainda, os principais dermatófitos são classificados em três gêneros: Trichophyton, Microsporum e Epidermophyton. Além disso, também são divididos de acordo com sua origem, podendo ser antropofílico (humanos), zoofílicos (animais) e geofílicos (solo).

Ademais, a transmissão desses fungos ocorre através do contato direto com o hospedeiro. Isso significa que provoca infecções extremamente contagiosas entre animais, humanos e entre animais e humanos.

O que é a dermatofitose?

Também conhecida como epidermofitose ou tinha, a dermatofitose é uma patologia provocada pelos fungos dermatófitos, que se alimentam da queratina presente nos tecidos do corpo. A doença pode acometer a pele, os pêlos, as unhas e o couro cabeludo.

Ainda, existem algumas condições que favorecem a transmissão desse quadro, como, por exemplo, clima quente, idade (mais comum em crianças), fatores genéticos ou por ambientes com condições precárias de higiene.

Além disso, a dermatofitose é classificada de acordo com a região que atinge, podendo ser: tinea barbae (barba), tinea capitis (couro cabeludo), tinea corporis (partes do corpo), tinea cruris (virilha), tinea pedis (pés) e reação dermatofítica (erupções cutâneas).

Ademais, além dos humanos, os animais também podem contrair a dermatofitose, especialmente os cães, gatos, cavalos, vacas e aves. Isso porque esses animais possuem queratina na pele e nos pêlos.

Como é causada?

A dermatofitose é causada por exemplares dos fungos dermatófitos. Quando são do gênero Trichophyton, costumam estar relacionados à baixa imunidade do paciente e acometem as unhas, a pele e os pêlos.

Já o tipo Microsoporum são causados pelo contato com animais contaminados por esse fungo, especialmente os cães. Nesses casos, tendem a aparecer na pele ou no couro cabeludo. Por último, há o tipo epidermophyton, que pode ser transmitido ao fazer unha em salões de beleza, baixa imunidade ou por usar sapatos que deixam os pés mais expostos.

Além disso, a transmissão dos fungos entre humanos se dá pelo contato direto, pelo uso de objetos contaminados ou por meio de gotículas de saliva. Os animais transmitem para os humanos através do contato, o que também ocorre na transmissão do solo para o homem.

Como é o tratamento?

A dermatofitose é passível de tratamento e cura. Existem duas opções principais para tratá-la: uso de antifúngicos na região infectada ou de medicamentos sistêmicos. Para aliviar a coceira, o dermatologista pode indicar o uso de corticoides.

Geralmente, essas medidas terapêuticas devem ser mantidas pelo período de 15 a 30 dias. Quando afeta o couro cabeludo, o tratamento leva 90 dias. Já as unhas exigem até 6 meses. Porém, o paciente precisa levar o tratamento a sério e fazer o uso correto dos medicamentos.

Então, como você pode perceber, a dermatofitose é uma doença muito comum, sendo causada pelos fungos dermatófitos. Portanto, caso perceba uma coceira indesejada nessas áreas, procure um dermatologista para ser avaliado.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho em dermatologia  em Cotia! Granja Viana | Dra. Larissa Viana

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
ATENÇÃO

Prezados pacientes,

Devido à pandemia da COVID-19, estamos seguindo as indicações do ministério da saúde.

Visando a segurança de nossos pacientes e colaboradores, estamos oferecendo atendimento presencial, com todos os cuidados necessários, e teleorientações (consultas virtuais).

Atenciosamente, 

Equipe La Vienne.