Calvice

As causas e tratamentos para calvície

O cabelo é uma proteção natural da pele da cabeça, funcionando como um protetor solar natural, protegendo contra o frio e o traumatismo. A perda de fios é uma condição natural. Porém, quando é acentuada, pode indicar a calvície.

Você conhece as causas e tratamentos para esse quadro? Ainda não? Então, continue a leitura do post. A seguir, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

O que é calvície?

A alopecia androgenética, como a calvície também é chamada, é uma das causas mais comuns de perda de cabelo e pode acometer tanto os homens quanto as mulheres. Embora não represente um risco à saúde, afeta a autoestima de quem sofre com ela.

Além do desconforto psicossocial, essa condição tem sido relacionada a outras condições médicas, tais como, doenças coronarianas, diabetes, aumento e tumor da próstata, obesidade e hipertensão arterial.

Como é causada a calvice?

A alopecia androgenética não tem suas causas completamente conhecidas, mas sabe-se que esse tipo de queda guarda alguma relação com os seguintes fatores: alterações hormonais, genética e aspectos ambientais.

Ainda, a DHT (dihidrotestosterona) é o principal hormônio envolvido com a calvície em pacientes com maior predisposição genética. Ao induzir mudanças nos folículos, a DHT torna os fios mais curtos, finos e menos pigmentados, até que fiquem invisíveis e parem de crescer.

Além disso, a calvície pode estar relacionada a fatores externos, tais como, uso excessivo de produtos químicos no cabelo, carência de vitaminas, estresse e ansiedade, distúrbios na tireóide, excesso de oleosidade e uso de alguns medicamentos.

Quais são os sintomas?

Para a maioria das pessoas, a queda de cabelo é o principal sintoma de calvície. No entanto, o que sinaliza a doença não é a perda capilar, mas sim a sua miniaturização. Os primeiros sinais de alopecia androgenética podem aparecer ainda na adolescência, mas o problema só fica evidente por volta dos 40 anos.

No início, as falhas aparecem perto da testa. Posteriormente, ocorre a chamada “coroinha de padre”, um círculo sem cabelos no topo da cabeça. Com a evolução do quadro, sobram apenas os fios que se concentram em uma faixa nas laterais e atrás da cabeça.

Quando esses sintomas surgem por volta dos 25/26 anos, a queda é mais lenta e costuma responder melhor ao tratamento. Nas mulheres, os fios da frente da cabeça permanecem, mas os fios ficam finos e rarefeitos no topo da cabeça.

Como é o tratamento?

Quem tem histórico familiar de calvície, independente do grau de parentesco, deve buscar ajuda no final da puberdade. Quando não há o fator genético, é o afinamento do cabelo que ditará o momento de buscar ajuda.

Ainda, o tratamento é feito por um dermatologista e busca conter o avanço da doença. O padrão ouro é o uso de medicamentos que bloqueiam a ação da DHT. Outras medidas terapêuticas podem ser utilizadas:

  • intradermoterapia: injeção de ativos na derme do couro cabeludo;
  • microagulhamento: fazem pequenas perfurações superficiais na pele;
  • uso de luzes laser ou led;
  • MMP: consiste na microinfusão de medicamentos na pele por meio de um dispositivo eletrônico vibratório.

Ademais, existem tratamentos cirúrgicos para a calvície. A técnica consiste em retirar fios de cabelo do próprio paciente na região onde não existem receptores da DHT. Em seguida, eles são colocados na parte calva. A prática só é indicada quando a alopecia está em estágio inicial.

Enfim, a calvície é uma doença que não é passível de cura, mas que pode ser tratada e os efeitos negativos amenizados. Portanto, se você tem histórico familiar da doença ou já sofre com o afinamento e queda dos fios, procure um médico para ser avaliado.


Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho em dermatologia  em Cotia! Granja Viana | Dra. Larissa Viana

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
ATENÇÃO

Prezados pacientes,

Devido à pandemia da COVID-19, estamos seguindo as indicações do ministério da saúde.

Visando a segurança de nossos pacientes e colaboradores, estamos oferecendo atendimento presencial, com todos os cuidados necessários, e teleorientações (consultas virtuais).

Atenciosamente, 

Equipe La Vienne.