Acne

6 terapias para acne

As espinhas e cravos são condições que sempre trazem grande preocupação, especialmente para os adolescentes. A depender do tipo de acne que se manifesta, existe uma medida terapêutica específica.

Você conhece essas diferentes opções de tratamento? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, listamos algumas das terapias mais indicadas em cada caso de acne.

1 – Acne não inflamatória (grau 1)

Trata-se do tipo mais comum e conhecido de acne, sendo também chamada de comedônica. Geralmente, tem início na puberdade , a partir dos 15 anos, tanto para meninos quanto para meninas.

Ainda, a acne não inflamatória se caracteriza pela presença de pequenos cravos na testa, bochechas e nariz, sem pus. Além disso, está associada a alterações hormonais que acometem diretamente as glândulas sebáceas.

Ademais, no que se refere ao tratamento, o uso de cremes ou loções tópicas são as medidas mais indicadas para esse tipo. O dermatologista pode indicar o uso de sabonetes com ácido salicílico ou com enxofre.

2 – Acne pápulo-pustulosa (grau 2)

Trata-se do tipo de acne conhecida como espinha e se caracteriza pela presença de protuberâncias na pele com pus, avermelhadas, dolorosas, com forma arredondada e mais rígidas.

Ainda, as espinhas se manifestam a partir da inflamação das glândulas sebáceas em decorrência da multiplicação de microrganismos na região, especialmente a bactéria Propionibacterium acnes.

Ademais, a principal forma de tratar a acne pápulo-pustulosa é com o uso de antibióticos em comprimidos e/ou de antimicrobianos em gel. Além disso, o indivíduo precisa seguir as orientações do dermatologista, como, por exemplo, não espremer as espinhas.

3 – Acne nódulo-cística (grau 3)

A acne grau 3 é conhecida como espinha interna e tem como característica a presença de nódulos internos sob o rosto, tórax, as costas ou a pele. Além disso, são palpáveis e podem ser doloridos ao toque.

Geralmente, as espinhas internas surgem em função de alterações hormonais relacionadas à adolescência ou ao período menstrual. Quando espremidas podem aumentar a inflamação, causando uma dor mais aguda.

No que se refere ao tratamento, o dermatologista pode indicar o uso de antibióticos ou de isotretinoína, substância que ajuda a reduzir a produção de sebo pelas glândulas sebáceas e, consequentemente, a inflamação.

4 – Acne conglobata (grau 4)

Trata-se do tipo caracterizado por um conjunto de lesões próximas umas das outras com pus, levando a formação de abscessos e fístulas, ocasionando deformações na pele. Na maioria dos casos, o medicamento Roacutan é a principal medida terapêutica.

5 – Acne fulminante (grau 5)

A acne fulminante é o tipo mais grave e raro da doença. Geralmente, as espinhas provocam outros sintomas, tais como, febre, dor nas articulações e mal-estar. Para tratá-la, o dermatologista pode indicar o uso de medicamentos e, em casos severos, a cirurgia.

6 – Acne neonatal

Trata-se do tipo de acne que surge no rosto do bebê e tem relação com a troca hormonal que ocorre entre a mãe e a criança durante a gestação. A acne neonatal não exige tratamento médico, bastando apenas a higienização da pele com água e sabão de Ph neutro.

Enfim, com a leitura deste post, você conheceu as principais formas de tratar os diferentes tipos de acne. Portanto, caso sofra com as espinhas ou cravos, procure um dermatologista para que ele avalie o quadro e determine o tratamento mais adequado.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho em dermatologia  em Cotia! Granja Viana | Dra. Larissa Viana

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
ATENÇÃO

Prezados pacientes,

Devido à pandemia da COVID-19, estamos seguindo as indicações do ministério da saúde.

Visando a segurança de nossos pacientes e colaboradores, estamos oferecendo atendimento presencial, com todos os cuidados necessários, e teleorientações (consultas virtuais).

Atenciosamente, 

Equipe La Vienne.