câncer de pele

6 fatores de risco para o câncer de pele

De acordo com estatísticas do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de pele responde por 33% de todos os diagnósticos de câncer no Brasil, registrando anualmente uma média de 9 mil novos casos. O tipo não melanoma é o mais frequente no país.

Apesar de não ter uma causa específica, existem fatores de risco que tornam uma pessoa mais suscetível a desenvolver esta doença. Porém, apresentar um ou mais desses fatores não significa que o indivíduo terá o câncer.

Você conhece os fatores de risco para este tipo de câncer? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, listamos todas as condições que podem influenciar no seu desenvolvimento.

1. Ter pele clara, sardas e cabelos claros

As pessoas de pele clara estão mais propensas ao câncer de pele que os negros. Da mesma forma, indivíduos brancos com sardas, cabelos ruivos ou loiros, olhos azuis ou verdes e que se queimam facilmente pela exposição ao sol têm o risco aumentado para a doença.

2. Exposição excessiva à radiação ultravioleta (UV)

A exposição aos raios UV presentes na luz solar e nas câmaras de bronzeamento é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento desse tumor maligno na pele.  Isso porque a radiação danifica o DNA dos genes responsáveis por controlar o crescimento das células da pele.

Ainda, a recorrência de queimaduras na infância pode estar relacionada ao surgimento do câncer melanoma no tronco e nas pernas, pois não são regiões que estão frequentemente expostas à radiação ultravioleta.

3. Presença de pintas no corpo

De modo geral, toda pinta ou marca de nascença é considerada um tumor benigno. Porém, na maioria das vezes, não causam nenhum problema. Mesmo assim, pessoas com esses sinais têm o risco aumentado para desenvolver o melanoma.

Ademais, a presença de pintas displásicas ou atípicas também é um fator de risco. Essas lesões são semelhantes às pintas normais, mas podem ser maiores, com coloração ou forma diferente do padrão. 

4. Histórico individual ou familiar

Tanto o histórico familiar do câncer de pele quanto o individual tornam uma pessoa mais propensa a desenvolver um novo melanoma. No caso do diagnóstico da doença em parentes próximos, recomenda-se a realização frequente do autoexame da pele e devem evitar a exposição solar sem proteção.

Outrossim, indivíduos que já foram diagnosticados com este tipo de câncer podem vir a ter recidiva. O fator de risco também existe para os casos de câncer de pele basocelular ou espinocelular.

5. Gênero

Segundo pesquisas realizadas nos Estados Unidos, os homens estão mais propensos ao melanoma que as mulheres. No entanto, essa suscetibilidade varia conforme a idade. Antes dos 50 anos, a situação se inverte, sendo o gênero feminino mais suscetível.

6. Pessoas imunossuprimidas

As pessoas imunossuprimidas são aquelas que têm baixa imunidade. Geralmente, essa condição é resultado de tratamentos medicamentosos que enfraquecem o sistema imunológico do paciente.  Por isso, pessoas que passaram por transplantes de órgãos ou portadoras do vírus HIV têm o risco aumentado de desenvolver o câncer melanoma. 

Portanto, com a leitura deste post. você conheceu os principais fatores de risco para o câncer de pele. No entanto, lembre-se que, caso você se enquadre em algum deles, isso não significará que irá desenvolver o melanoma. Apenas é necessário redobrar a atenção e procurar um médico como ação preventiva.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho em dermatologia  em Cotia! Granja Viana | Dra. Larissa Viana

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
ATENÇÃO

Prezados pacientes,

Devido à pandemia da COVID-19, estamos seguindo as indicações do ministério da saúde.

Visando a segurança de nossos pacientes e colaboradores, estamos oferecendo atendimento presencial, com todos os cuidados necessários, e teleorientações (consultas virtuais).

Atenciosamente, 

Equipe La Vienne.