Acne

Acne: O que é e como tratar?

A acne é um problema muito conhecido pela população e que causa verdadeiro pavor nas mulheres. Embora seja mais comum na adolescência, essas lesões também podem surgir na idade adulta, trazendo ainda mais prejuízos.

Você sabe como as espinhas e cravos podem ser tratados? Caso não, este post é leitura indispensável. Então, se você tem interesse no tema, continue a leitura e aprenda tudo sobre o assunto.

O que é acne?

Trata-se de uma lesão cutânea provocada pelo aumento da produção de sebo pelas glândulas sebáceas. Com isso, os poros da pele são obstruídos, favorecendo a proliferação de bactérias e resultando nos tão temidos cravos e espinhas.

Ainda, a acne costuma surgir no rosto, ombros, peito, pescoço e costas. Ademais, essa condição pode ser classificada em cinco graus distintos. A seguir, conheça mais sobre cada uma delas:

  • grau 1 (não inflamatória): é o tipo mais comum e tende a aparecer na puberdade. A acne grau 1 se caracteriza pela presença de pequenos cravos na testa, nariz e bochechas, sem a presença de pus;
  • grau 2 (pápulo-pustulosa): é a famosa espinha e consiste na presença de saliências arredondadas, endurecidas, avermelhadas, com pus e que podem ser doloridas;
  • grau 3 (nódulo-cística): se caracteriza pela formação de nódulos internos sob a pele, principalmente no tórax, costas e rosto. As espinhas internas, como são chamadas, costumam causar dor;
  • acne grau 4 (conglobata): é um dos tipos mais graves e se caracteriza pela presença de várias lesões purulentas próximas umas das outras, podendo ocasionar a formação de abscessos e fístulas;
  • grau 5 (acne fulminante): trata-se do tipo mais raro e também mais grave de acne. Além do surgimento de espinhas, também provoca dor articular, mal-estar e febre.

Como é causada?

A acne é uma condição multifatorial, ou seja, existem diversos fatores que podem causá-la. O mais comum deles é o excesso de oleosidade na pele, que é uma condição associada à genética do paciente.

Ainda, as espinhas e comedões também podem ter origem em um quadro chamado de hiperqueratinização folicular, que consiste na proliferação de células da pele, conhecidas como queratinócitos.

Ademais, a produção exacerbada de sebo favorece a colonização da bactéria Propionibacterium acnes. Outra causa possível é a resposta imunológica do organismo à presença desses microrganismos.

Como é o tratamento?

O tratamento da acne envolve o uso de cremes, sabonetes, géis, antibióticos orais e, em alguns casos, isotretinoína. A alternativa mais indicada varia de acordo com o tipo desenvolvido pelo paciente, como, por exemplo:

  • não inflamatória: o dermatologista pode prescrever sabonetes, esfoliantes e cremes que contenham enxofre, ácido salicílico, glicólico, peróxido, ácido apelativo ou derivados de retinaldeídos;
  • pápulo-pustulosa: além das alternativas anteriores, são incluídos os antibióticos orais e raramente a isotretinoína;
  • nódulo-cística: embora os cremes e sabonetes também ajudem nesse caso, os antibióticos orais e a isotretinoína são as principais formas de tratá-la;
  • conglobata: a única alternativa de tratamento que pode trazer resultados é o uso da isotretinoína;
  • fulminante: para o tipo mais grave, podem ser utilizados corticoides, anti-inflamatórios, antibióticos e isotretinoína. Embora seja passível de cura, pode alterar o aspecto do rosto, o que costuma indicar a necessidade de acompanhamento psicológico.

Além de todas essas alternativas, existem terapias complementares que contribuem com o tratamento da acne, são elas: extração de comedões, punção ou drenagem de pústulas e nódulos, infiltração de medicações, peelings, uso de laser, dermoabrasão, subincisão e aplicação de ácido hialurônico.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho em dermatologia  em Cotia! Granja Viana | Dra. Larissa Viana

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
ATENÇÃO

Prezados pacientes,

Devido à pandemia da COVID-19, estamos seguindo as indicações do ministério da saúde.

Visando a segurança de nossos pacientes e colaboradores, estamos oferecendo atendimento presencial, com todos os cuidados necessários, e teleorientações (consultas virtuais).

Atenciosamente, 

Equipe La Vienne.