Problemas capilares

5 problemas capilares que o dermatologista trata

Embora seja uma especialidade reconhecida pelo diagnóstico e tratamento de doenças de pele, a dermatologia também atua na resolução de problemas capilares, sendo uma subespecialidade chamada de tricologia.

Neste post, você irá conhecer um pouco mais sobre a atuação deste profissional a partir das doenças de cabelo que ele pode tratar. Então, se tem interesse no tema, continue a leitura do texto.

1. Psoríase

A psoríase é uma doença autoimune que pode se manifestar em diferentes partes do corpo, sendo o couro cabeludo a área mais comum. O quadro se caracteriza pela formação de manchas avermelhadas, causando descamação, coceira, dor e queda de cabelo.

Apesar de ainda não existir uma cura para essa doença, ela pode ser tratada e controlada a partir do uso de medicamentos, cremes e shampoos que amenizam os sintomas e devolvem a qualidade de vida ao paciente.

2. Dermatite seborreica

Trata-se de uma doença de pele muito comum e raramente grave. A dermatite seborreica é uma inflamação crônica que se desenvolve em áreas com grande número de glândulas sebáceas, como couro cabeludo, face, tórax e costas.

Ainda, o eczema seborreico, como é chamado, não é contagioso e nem causa grandes prejuízos à saúde. Porém, em função das placas avermelhadas que manifesta, pode afetar a aparência do paciente, causando problemas psicológicos.

Ademais, as causas desse problema capilar ainda não estão esclarecidas. O que se sabe é que a oleosidade produzida pelas glândulas produz um ambiente favorável para o crescimento de fungos que, acredita-se, podem causar a dermatite seborreica.

3. Calvície

A alopecia androgenética, como é chamada a calvície, é um tipo de queda de cabelo de origem genética. Esse problema capilar costuma se desenvolver na adolescência, em decorrência do aumento da produção hormonal, tornando os fios mais finos.

Ainda, o tratamento da calvície é feito por um dermatologista e baseia-se na aplicação de produtos estimulantes do crescimento dos fios e bloqueadores hormonais. O objetivo é interromper o processo de afinamento dos cabelos e recuperar a área afetada.

4. Lúpus

Trata-se de uma doença causada pelo próprio sistema imunológico do paciente, que passa a agredir os tecidos saudáveis do organismo. Quando o lúpus acomete apenas a pele, é chamado de lúpus discoide. Quando afeta outros órgãos do corpo, é classificado como lúpus sistêmico.

Ainda, essa patologia se caracteriza pela formação de lesões avermelhadas na pele, principalmente após a exposição solar. Quando sistêmico, pode causar, entre outras coisas, uma queda acentuada de cabelo.

Embora seja mais comum nas mulheres, os homens também podem desenvolvê-lo. O tratamento deve ser mantido durante toda a vida do paciente e pode ser feito a partir do uso de anti-inflamatórios não esteróides, corticóides e protetor solar.

5. Foliculite

A foliculite é a inflamação dos folículos pilosos e se apresenta como pequenas bolas vermelhas que surgem em diferentes partes do corpo, inclusive no couro cabeludo. Além de coceira e maior sensibilidade da área afetada, as lesões podem ter pus.

Ainda, a foliculite do couro cabeludo se desenvolve em função da falta de higiene dos fios, do atrito causado pelo uso de chapéus ou bonés ou pela utilização de produtos não recomendados para o seu tipo de cabelo.

Enfim, esses são apenas alguns dos problemas capilares que podem ser tratados por um dermatologista. Assim, caso apresente sintomas semelhantes a algum desses quadros, procure um médico para ser avaliado.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho em dermatologia  em Cotia! Granja Viana | Dra. Larissa Viana

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
ATENÇÃO

Prezados pacientes,

Devido à pandemia da COVID-19, estamos seguindo as indicações do ministério da saúde.

Visando a segurança de nossos pacientes e colaboradores, estamos oferecendo atendimento presencial, com todos os cuidados necessários, e teleorientações (consultas virtuais).

Atenciosamente, 

Equipe La Vienne.