síndrome de fragilidade senil

4 fatores alimentares associados à síndrome de fragilidade senil

Conforme envelhecemos, estamos cada vez mais suscetíveis a diferentes tipos de doenças. A síndrome de fragilidade senil é uma delas e tem uma forte relação com a perda nutricional que costuma ocorrer nesta fase de vida.

Quer saber mais sobre o tema? Recomendamos a leitura deste post.

O que é a síndrome de fragilidade senil?

Trata-se de uma síndrome clínica, identificada pela perda de peso involuntária, exaustão, fraqueza, redução da marcha e do equilíbrio e diminuição da atividade física. Em razão destes sintomas, o idoso fica suscetível a quedas, hospitalização e até à morte.

Ainda, a síndrome de fragilidade senil é um termo utilizado para designar a população de idosos que apresentam características comuns ao envelhecimento relacionadas a comorbidades. 

Porém, a síndrome não está exclusivamente associada à idade. Para ser considerado frágil, o idoso deve cumprir os seguintes requisitos:

  • idade igual ou superior a 80 anos;
  • diagnóstico de depressão;
  • instabilidade de equilíbrio e marcha;
  • redução da força de preensão palmar e das articulações;
  • déficit visual e nos membros inferiores;
  • faz uso de sedativos.

Os principais componentes da síndrome

Embora existam os requisitos anteriormente mencionados, a síndrome de fragilidade senil é compreendida por alguns fatores que são específicos a ela:

  • sarcopenia: é a diminuição da força muscular que faz com que os idosos estejam mais suscetíveis a fraturas e traumas por quedas;
  • alterações imunológicas: o envelhecimento é marcado pelo aumento crônico das inflamações. Uma falha nas células imunes faz com que elas continuem produzindo agentes catabólicos que, quando em excesso, contribuem para o aparecimento da síndrome;
  • alterações neuroendócrinas: com o envelhecimento há um declínio na secreção hormonal associado ao aumento no nível de cortisol. Esses fatores estão envolvidos no desenvolvimento da doença.

Como a alimentação pode influenciar?

Além desses fatores que compõem a síndrome de fragilidade no idoso, a alimentação também exerce grande influência no desenvolvimento do quadro. A seguir, conheça as principais deficiências alimentares que contribuem para o aparecimento da doença.

1) Vitamina D

O déficit de vitamina D tem uma forte relação com o aparecimento de marcadores inflamatórios no envelhecimento e, consequentemente, a inflamação crônica e a ativação imune estão associadas à síndrome de fragilidade.

2) Vitamina B12

A vitamina B12 é um dos nutrientes mais necessários na alimentação dos idosos. Quando há uma ausência dessa vitamina, a integridade óssea fica comprometida, podendo facilitar o aparecimento de uma osteoporose, o que contribui com o aparecimento da síndrome.

3) Leucina

Trata-se de um dos aminoácidos essenciais que o organismo não é capaz de fabricar e, por isso, só pode ser obtido através da alimentação. A leucina é encontrada, principalmente nas carnes, sendo de alta absorção.

Além disso, ela desempenha o necessário papel de manter a integridade dos músculos. Assim, é possível combater a sarcopenia, um problema comum entre os idosos e fator de risco para a síndrome de fragilidade.

4) Carboidratos

Embora sejam vistos como vilões, os carboidratos são fundamentais para o bom funcionamento do organismo, pois fornece energia e auxilia em diversas funções vitais. Com o envelhecimento, há uma desaceleração das funções do organismo.

Ainda, a absorção de nutrientes também é dificultada, o que faz com que os idosos tenham maior fragilidade muscular, cansaço físico e mental. Por isso, a ingestão de carboidratos complexos é fundamental para que eles mantenham a sua energia corporal.

Isso é tudo o que você precisava saber sobre a síndrome de fragilidade senil e sobre os fatores alimentares que mais influenciam no seu desenvolvimento.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho em nutrologia  em Cotia! Granja Viana | Dr. Raphael Viana

Comentários
Avatar

Posted by Instituto La Vienne